Socialize

FacebookTwitterRSSMySpaceDelicious

In Memorian – Insantification

Heavy Metal Rock – 1996 – Brasil

Os fãs de metal extremo nacional na certa ouviram falar, e muito, da In Memorian. Na época do lançamento de “Insantification”, a banda deu o que falar com a qualidade apuradíssima do CD. Portanto, nada mais digno e merecido do que resenhar sobre um álbum marcante de nosso cenário.

Além da indiscutível qualidade das composições, a banda também gerou algum burburinho quando tentavam classificar seu som. Pois na humilde opinião desse fã que aqui escreve, acho que é um death metal com muitas influências do black (especialmente na ideologia) e do doom.

A coisa já agrada desde a introdução, uma das mais originais e morbidamente belas que já escutei no death/black: uma missa negra com cantos femininos enquanto algum tipo de pastor profere palavras “luciferinas” aos fiéis. Um show!

Depois disso, vêm as composições inspiradíssimas e muito, muito bonitas. O trio consegue trazer várias diversificações de ritmo, mas sempre mantendo aquele clima sombrio e pesado. As composições são realmente criativas e técnicas, um espetáculo negro. Interessante constatar a particularidade de cada som, com uma riqueza de detalhes que nos deixa atônitos. Fabuloso!

Destaque para Ales Sandre, baterista que encaixa os bumbos de uma maneira muito legal, e faz batidas e viradas excelentes. Enfim, trabalha de um jeito fantástico e deixa as músicas mais irresistíveis e deliciosas de se ouvir.

A capa, mesmo que típica do estilo, também é uma pequena obra de arte. O encarte não acompanha letras. Fazer o que, não? Mas na beleza do material, o grupo compensa esse fato.

A produção muito boa. Lembro-me que quando o trabalho apareceu no mercado, li uma crítica na Rock Brigade dizendo que o timbre de guitarra lembrava demais o Obituary do “The End Complete”. Realmente, impressionante como parece! No restante, o baixo aparece bonitinho, em especial no lindo final de “Living the Unlight”, e a bateria também está com timbragem excepcional, mas levemente mais alta do que o restante dos instrumentos. O vocal é um gutural bastante aterorizante, muito bom também! E existem teclados, mas são usados de forma discreta, sem interferir na música, mas apenas preenchendo-a. Ótima utilização do instrumento.

E depois de soltar esse “Insantification”, a então promissora banda inexplicavelmente sumiu do mapa. Realmente uma pena. O que conforta é que, com menos de meia hora de duração, o álbum teve o poder de se tornar um marco da música pesada nacional. Talvez a palavra que mais de adéque à In Memorian seja “brilhante”. Quem tem o disco é uma pessoa feliz.

NOTA 9,0

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe seu comentário:

comentários

Publicado por on 14 July, 2011. Filed under Resenhas. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response or trackback to this entry

4 Responses to In Memorian – Insantification

  1. adeilon

    24 July, 2011 at 19:25

    essa banda infelizmente acabou por causa que um dos integrantes dela sofreu um grave acidente que  o impossibilitou de tocar guitarra a banda é de timoteo mins gerais 

  2. ramon

    9 August, 2012 at 21:36

    tive o prazer de conhecer pessoalmente os integrantes da bandas aqui na minha cidade. Ensaiavam na minha vizinhança..na época, eu estava com apenas 15 anos, e ja escutava metal.A causa do encerramento das atividades da banda foi realmente uma L.E.R adquirida pela wilson que o impossibilitou de tocar.Com isso Célio deixou a banda tb ingressando em uma outra com estilo totalmente diferente. Alessandro, com isso tb, não optou por continuar com a banda.Wilson fundou a Demise records, um selo que lançou várias bandas do underground nacional

  3. Markus

    1 December, 2012 at 16:06

    Como posso conseguir as letras dessa pérola? Se alguém conseguir, por favor, envie para o meu e-mail. Vlw!

  4. SelrahC

    9 January, 2014 at 11:52

    Tbm gostaria de ter as letras, principalmente a introdução em latim. Incrível

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Desenvolvido por SitesProWeb