Benediction: Estreia fulminante com Mark “Barney” Greenway

Benediction: Estreia fulminante com Mark “Barney” Greenway wargods

Importante registro Death Metal

Agressividade
Peso
Malevolência
Importância

Summary: Estreia fulminante com Mark “Barney” Greenway.

4.3

Pontuação geral

User Rating: 3.6 (1 votes)

O final dos anos 80 e começo dos anos 90 viu surgir uma leva maravilhosa de bandas de Death Metal, vindas de todos os cantos do globo. Não pense que apenas a cena da Flórida (EUA) viu emergir tantos nomes, a Inglaterra foi responsável pela disseminação de uma vertente um pouco diferente, bem como o estilo sueco, mas todos elevando o “Metal da morte” a novos patamares.

 

 

 

Benediction
Titulo: “Subconscious Terror”
Formato: CD/LP
Local: Inglaterra
Estilo: Death Metal
Gravadora/Selo: Nuclear Blast Records
Ano de Lançamento: 1990

Vindos da terra do Black Sabbath, a cidade industrial Birmingham, o “Benê”, como é conhecido, fez frente junto com o Napalm Death, Extreme Noise Terror, Carcass e Bolt Thrower, todos surgidos um pouco antes, porém com fortes laços de envolvimento entre si. Oficialmente formado em 1989, no mesmo ano lançaram a demo “The Dreams You Dread”, com quatro músicas, que mais tarde seriam reaproveitadas no LP “Subconscious Terror”.

benediction_-_subconscious_terror_front
O primeiro lançamento oficial do Benediction trouxe a banda mais madura, mas ainda sim um tanto quanto “podrona”, pelo fato da gravação estar muito oscilante. Independente disso, o que ouvimos aqui é um Death Metal privilegiando o peso e os vocais marcantes de Mark “Barney” Greenway, que entraria para o Napalm Death em seguida. A “intro” macabra nos faz pensar como seria o inferno, ou como o próprio titulo sugere, o portal para suas fobias. É curioso ouvir Mark usando efeitos em sua voz, ainda mais em clima tão “satânico”.

A faixa-título tem inicio com muito peso e andamento mais cadenciado, para depois cair numa velocidade estonteante, característica em comum em toda a discografia da banda. Em seguida, a clássica “Artefacted Irreligion”, perfeita para rodas violentas, irrompe os alto falantes, em uma fúria incontrolável. Outro grande clássico, Spit Forth the Dead” tem na velocidade sua arma mais eficaz. Ambas foram regravadas e lançadas no single “Wrong Side of the Grave”, cover da música homônima do The Accüsed, e logo após, incluídas como bônus em “Transcend the Rubicon”, de 1993. Com uma qualidade de gravação superior, era de se esperar que o material ficasse ainda mais mortífero… E foi o que aconteceu!

bene1

No geral, o track list apresenta uma coesão matadora, despejando riffs cavalares, cozinha consistente, e é claro, os urros indefectíveis de “Barney”, certamente um dos melhores dentro do seu estilo. Era apenas o início de uma grande carreira, que mesmo restrita ao underground, arrebatou milhares de fãs ao redor do mundo e continua a fazer a festa dos “deathmetallers”. Ah, não posso esquecer-me de elogiar a capa, uma verdadeira obra de arte!

Tracklist

  1. Intro – Portal to Your Phobias (02:28)
  2. Subconscious Terror (03:42)
  3. Artefacted Irreligion (03:20)
  4. Grizzled Finale (04:02)
  5. Eternal Eclipse (03:41)
  6. Experimental Stage (03:41)
  7. Suspended Animation (03:36)
  8. Divine Ultimatum (04:58)
  9. Spit Forth the Dead (04:45)
  10. Confess All Goodness (03:54)

Tempo total: 38:07

Formação:
Mark “Barney” Greenway – Vocal
Peter Rewinski – Guitarra
Darren Brookes – Guitarra
Paul Adams – Baixo
Ian Treacy – Bateria

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe seu comentário:

comentários

Related Posts

Leave A Comment